Segunda, 10 de dezembro de 201810/12/2018
Claro
18º
25º
27º
Sao Jose - SC
Erro ao processar!
Sorria Contra o Câncer
INFÂNCIA E JUVENTUDE
Projeto incentiva empoderamento de crianças e combate bullying em escola pública de Porto Alegre
Alunos e educadores da Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire, da Lomba do Pinheiro, contam o que mudou a partir do início da ação "Solte o cabelo, prenda o seu preconceito".
Marcio Demari São José - SC
Postada em 04/12/2017 ás 12h46
Projeto incentiva empoderamento de crianças e combate bullying em escola pública de Porto Alegre

Meninas da escola vestem camisetas do projeto (Foto: Reprodução/RBS TV)

Uma escola municipal de Porto Alegre criou um projeto chamado "Solte o cabelo, prenda o seu preconceito", que tem como objetivo estimular as crianças a se empoderarem, além de combater o bullying no ambiente escolar.


Para a pequena Natalie Rosa, de 9 anos, estudante da Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire, localizada no bairro Lomba do Pinheiro, o projeto possibilita que todos sintam orgulho de si mesmos.


A professora Larisse de Moraes, que foi a idealizadora do projeto, conta que tudo surgiu como uma demanda de sala de aula. Segundo ela, a turma tinha problemas de relacionamento e de postura, o que fez com que a escola buscasse uma alternativa diferente.


"Ao final desse projeto nós fizemos uma avaliação e os relatos diziam o que esse projeto significou para eles e na vida deles, e eu tive essa surpresa", lembra a educadora.


Uma das vítimas de bullying na escola era a Kherollen Shwnna Barbosa, de 10 anos, que relata que sofria com isso tanto dentro quanto fora da escola.


"Um dia eu contei pra sora e ela quis começar esse projeto, porque ela também sofreu bullying. Então a gente começou esse projeto e está fazendo a diferença na escola e na rua também", afirma.


A partir da iniciativa da escola, as crianças também foram estimuladas a não se importarem com a cor da pele ou o tipo de cabelo. Como destaca a estudante Jamilly Maciel, de 10 anos.


O diretor da escola, Ângelo Barbosa, ressalta que na Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire existe uma tradição de professores que incentivam os alunos a assumirem o protagonismo.


"Isso traz para nós muita alegria, de ver que os nossos alunos estão querendo se colocar no mundo, e eles conseguem frente a uma atitude de bullying, empoderados que estão, levar aquilo com tranquilidade de quem sabe que preconceito é besteira", comemora.


A mãe de uma das alunas da escola que faz parte do projeto também vibra com a iniciativa. Segundo ela, a filha e diversas amigas passaram a se orgulhar das origens, do cabelo crespo e da cor da pele.


"Antes ela não queria soltar os cabelos, por causa do black dela. Mas com o projeto ela solta os cabelos e tem vontade se arrumar, de mostrar o cabelo, mostrar a cor, se orgulha disso como eu, o pai dela, os irmãos", salienta.


Para a supervisora da escola, Amanda Dornelles, o projeto é motivo de orgulho para toda a comunidade da escola Saint Hilaire. "Ele traz todas essas questões de criticidade, de empoderamento das crianças dentro de uma comunidade dentro da escola pública", finaliza.

FONTE: G1
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
364

Publicidade

Médicos Sem Fronteiras (MSF)
Facebook

Publicidade

TELETON 2017

Publicidade

Unicef Brasil

Publicidade

objetivos do desenvolvimento sustentável
Enquete
Voce já fez doação em dinheiro para alguma instituição, como?

Fez doação via Internet?
28 votos - 23.0%

Fez doação comprando algum produto?
20 votos - 16.4%

Fez doação presencial?
19 votos - 15.6%

Fez doação via postos de coleta?
19 votos - 15.6%

Fez doação via telefone?
18 votos - 14.8%

Fez doação via carnê?
18 votos - 14.8%