Terça, 16 de janeiro de 201816/1/2018
43 3037-1240
Nublado
20º
22º
26º
Londrina - PR
Erro ao processar!
Sorria Contra o Câncer
COMBATE AO CANCER
A empresária paulista Ana Paola Diniz comemora em janeiro de 2018 um ano da criação de sua fundação, a ARD Foundation
Basicamente, a ARD concentra suas missões em duas áreas: da genômica, que tem como propósito baratear o custo de mapeamento genético, tornando possível conseguir o diagnóstico precoce de doenças; e da imunoterapia, que visa estimular e capacitar o sistema imunológico do próprio paciente para transformar as células CAR-T (células de defesa natural) em verdadeiros “mísseis teleguiados”, que detectam e destroem células neoplásicas.
Marcio Demari Londrina - PR
Postada em 06/12/2017 ás 14h22 - atualizada em 06/12/2017 ás 14h51
A empresária paulista Ana Paola Diniz comemora em janeiro de 2018 um ano da criação de sua fundação, a ARD Foundation

Lais Ribeiro, Reynaldo Gianecchini e Ana Paola Diniz (Foto: Getty Images)

A empresária paulista Ana Paola Diniz comemora em janeiro de 2018 um ano da criação de sua fundação, a ARD Foundation, responsável por angariar fundos para pesquisas e novas terapias de combate ao câncer. Em 2006, um tumor de bexiga que havia se espalhado por vários outros órgãos tirou a vida de Alcides Diniz, pai de Ana Paola e irmão de Abílio Diniz, um dos ex-executivos do Grupo Pão de Açúcar. A Fundação, como a própria Ana Paola diz, “nasceu em cima de muito sofrimento e hoje se transformou em esperança”.

Basicamente, a ARD concentra suas missões em duas áreas: da genômica, que tem como propósito baratear o custo de mapeamento genético, tornando possível conseguir o diagnóstico precoce de doenças; e da imunoterapia, que visa estimular e capacitar o sistema imunológico do próprio paciente para transformar as células CAR-T (células de defesa natural) em verdadeiros “mísseis teleguiados”, que detectam e destroem células neoplásicas. 

“A imunoterapia é uma luz no fim do túnel, uma das mais avançadas terapias no combate ao câncer. Utilizá-la garante 90% de chance de cura contra determinados tipos da doença”, diz Ana Paola.

A ARD levantou US$ 550 mil (cerca de R$ 1 milhão e 800 mil) no lançamento mundial, que ocorreu em setembro, em Nova Iorque, reunindo mais de 100 personalidades, entre elas a modelo Laís Ribeiro, o ator Reynaldo Gianechinni e a artista Demi Lovato. Deste montante, US$ 275 (cerca de R$ 900 mil) foram doados para o Memorial Sloan Kattering (MSK) Cancer Center – o centro de câncer privado mais antigo do mundo, onde o Doutor Mauro Avanzi desenvolve pesquisas sobre novos tratamentos imunoterápicos contra o câncer; outros US$ 60 mil (cerca de R$ 196 mil) para o MD Anderson Cancer Center, reconhecido como um dos melhores hospitais para tratamento de câncer do mundo; e US$ 20 mil (R$ 96 mil) para colaborar com a Santa Casa de Misericórdia, de Belo Horizonte, Minas Gerais, na compra de uma máquina de última geração (a Retcam) de diagnóstico para a retinoblastoma, possibilitando um tratamento conservador para este tipo de câncer. Será a primeira máquina deste tipo no Estado de Minas Gerais – hoje, ela só existe em hospitais do Rio e de São Paulo, além de algumas Universidades. 

A Fundação já obteve outras conquistas relevantes em 11 meses de funcionamento:  fechou, por exemplo, parceria com o Laboratório Recepta Biopharma, em São Paulo, onde estará financiando pesquisas para, no futuro, dar à população mais carente acesso aos medicamentos a um custo bem acessível; e firmou um acordo de parceria com o LACOG – o grupo latino-americano de oncologia cooperativa – para ajudar na arrecadação de fundos.

O segundo evento mundial para arrecadação de fundos acontece em Houston, Texas, no dia 10 de maio de 2018. Será em jantar beneficente com presença confirmada da cantora brasileira Aline Muniz, que reside em Nova Iorque, e outras celebridades. O dinheiro angariado será, primordialmente, doado para pesquisas no MD Anderson Cancer Center.

Hoje, existem mais de 32,6 milhões de pessoas com câncer no mundo. Esses pacientes somente têm à disposição tratamentos que, ao atacar a doença, afetam também células sadias com severos efeitos colaterais. A Fundação ARD nasceu para mudar este quadro! Contribua através do site: www.ardfound.org 

FONTE: Assessoria ARD Foundation
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
3.860